Mundos em mediação: Gilberto Velho e a antropologia urbana em Portugal

Queremos convidá-los para a conferência “Mundos em mediação: Gilberto Velho e a antropologia urbana em Portugal”, de  Celso Castro (Escola de Ciências Sociais da Fundação Getúlio Vargas FGV CPDOC ), com comentários de Cristiana Bastos (Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa).

A apresentação tratará das relações entre a obra do antropólogo brasileiro Gilberto Velho e o campo da antropologia urbana em Portugal, que envolveram tanto a recepção de sua obra quanto seu papel como mediador entre antropólogos portugueses e brasileiros.

A conferência será no dia 23 de Janeiro, às 18h GMT, no ISCTE, Auditório Caiano Pereira (Edifício 1, Piso 0).

Este evento é realizado pelo CAU (Coletivo de Antropologia Urbana) que será apresentado no início da sessão. O CAU é um grupo de discussão informal nesta área de interesses, aberto e orientado para os que desenvolvem pesquisas de doutoramento, mestrado ou pós-doutoramento relacionadas com a antropologia urbana e a etnografia urbana.

Esperamos contar com vossa presença!

CAU

Uma leitura de Utopia Urbana

ISCTE-IUL, 26 de Setembro de 2018

A primeira sessão Leituras ETNO.URB, dedicada à obra Utopia Urbana de Gilberto Velho, foi animada por Julia O’Donnell, por Renata Gonçalves e por Alessandra Barreto. A sala encheu com a presença da turma de Antropologia Urbana lecionada por Graça Cordeiro no ISCTE-IUL, e ainda com amigos e colegas fãs da obra de Gilberto Velho, ou recém-chegados à sua leitura. Entre outras coisas, sublinharam-se as vantagens metodológicas do livro, o seu enquadramento histórico a várias escalas – do Brasil, da cidade do Rio de Janeiro, da zona de Copacabana, e ainda o contexto histórico específico da antropologia urbana e o papel central do autor para o seu estabelecimento. 

 

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search