Livro: Disputas em torno do espaço urbano: processos de [re]produção/construção e apropriação da cidade

O livro Disputas em torno do espaço urbano: processos de [re]produção/construção e apropriação da cidade, organizado por John Gledhill, Maria Gabriela Hitta e Mariano Perelman, conta com um capítulo de Heitor Frúgoli Jr., intitulado “Territorialidades móveis em áreas populares: a região da Luz, na área central de São Paulo” e um capítulo de Urpi Uriarte, intitulado “Boleros e espíritos na Praça da Piedade, centro de Salvador”, entre outros, não deixe de consultar, está totalmente disponível.

Captação de écrã da capa do livro

XIV Congresso Luso-Afro Brasileiro (Conlab)

Deadline 15 de fevereiro de 2020 

XIV Congresso Luso-Afro Brasileiro (Conlab), 2 – 4 de setembro de 2020, Universidade de Coimbra http://ailpcsh.org/conlab2020/

No âmbito deste congresso chamamos a atenção para o GT34: “Estéticas engajadas e cidades: reflexões sobre ativismos, sociabilidades e representações políticas num mundo em crise” 

CoordenaçãoGuilhermo AderaldoOtávio RaposoGleicySilva Lígia Ferro  

A proposta deste Grupo de Trabalho (GT), dirige-se aos investigadores a trabalhar no domínio dos estudos urbanos e, mais especificamente, àqueles que se têm dedicado a reflexões, com diversos enfoques (em particular o etnográfico), sobre um conjunto de mobilizações e apropriações estéticas/políticas coletivas, que tem feito da cidade, simultaneamente, lugar e tema privilegiado de intervenções e formas de engajamento, por vezes – mas não sempre – implicadas num confronto com o sistema capitalista e a sociedade de mercado. Num momento em que os espaços públicos urbanos e as suas fronteiras (físicas e simbólicas) vêm se tornando alvo contínuo de múltiplas formas de uso e de disputa – que vão de manifestações artístico-ecologista-ativistas, passando por festas de rua, feiras dedicadas ao estímulo de práticas de “consumo engajado”, até “ocupações” e mobilizações políticas de perfil mais conservador – surgem novas indagações que, por sua vez, exigem maior aprofundamento analítico, tendo em vista o atual contexto de precarização das relações laborais, crise económica-ambiental e avanço de modelos ultraliberais e autoritários na geopolítica internacional. Assim, pensando na relevância destes debates, num momento em que profundas transformações no campo das tecnologias comunicativas têm se desdobrado em terrenos férteis para formas específicas de sociabilidade, associativismo e engajamento, o nosso objetivo será construir um espaço de diálogo entre pesquisadores interessados na partilha de reflexões sistemáticas sobre os novos significados e dimensões vinculados a essas práticas culturais urbanas e políticas no mundo contemporâneo.

Submissões: http://ailpcsh.org/conlab2020/?fbclid=IwAR0CO1E7AVRCm2VWxqnyucPP4ix4GbbLVKO0ZF6gfU8fj7s8cda4-j8ViaQ