Otávio Raposo

E-mail: Otavio_Raposo@iscte-iul.pt

Otávio Raposo doutorou-se em Antropologia no Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), com uma pesquisa etnográfica sobre os dançarinos de break dance das favelas da Maré (Rio de Janeiro). Concluiu o mestrado em Antropologia Urbana através do Programa Internacional de doutoramento ISCTE/URV-Tarragona e a licenciatura em Sociologia na Universidade Nova de Lisboa. É investigador integrado do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL) e professor auxiliar convidado no ISCTE-IUL, onde leciona as disciplinas de Infância e Juventude: perspetivas transdisciplinares e Pesquisa de Terreno. Desenvolve pesquisas em Antropologia Urbana e Etnografia sobre temas relacionados com a juventude, arte, políticas públicas, segregação, racismo e migrações em Portugal e no Brasil que resultaram em publicações nacionais e internacionais. Está atualmente a pesquisar as práticas artísticas e os engajamentos políticos dos jovens das periferias de Lisboa, bem como as políticas públicas a eles dirigidas. Realizou diversos documentários, entre os quais “Na Quinta com Kally” (2019) e “Nu Bai. O rap negro de Lisboa” (2007).

 

Publicações Selecionadas:

RAPOSO, Otávio e Guilhermo Aderaldo, 2019. “Políticas públicas e produção artístico-cultural entre jovens das periferias de Lisboa e São Paulo”. Revista Etnográfica, 23(1): 109-132.

RAPOSO, Otávio, 2016. “Cartografia da dança. Segregação e estilos de vida nas margens da cidade”. Revista Mana, 22(3): 765-797.

RAPOSO, Otávio, 2010. “‘Tu és rapper, representa Arrentela, és Red Eyes Gang’: Sociabilidades e estilos de vida de jovens do subúrbio de Lisboa”. Revista Sociologia, Problemas e Práticas, 64:127-147.