Lançamento do livro VENIR DE BARRIO : ESTRATEGIAS FAMILIARES, ESPACIO Y CLASE EN LOS PAU DE MADRID

No dia 23 de Março de 2024, Inés Gutiérrez Cueli apresentou o seu livro, resultado da tese de doutoramento (com arguição de Rita Cachado) no espaço madrileno La Maliciosa, organizado pela Traficantes de Sueños. Podem ver aqui o vídeo

Fotografia de Angeles Ramirez

¿Cómo es la vida cotidiana en los nuevos vecindarios de urbanizaciones?, ¿cómo se tejen las relaciones vecinales y familiares tras los muros de la urba de un PAU?, ¿por qué estos barrios eran y siguen siendo atractivos?, ¿qué experincias de clase social se urden en ellos? En definitiva, ¿cómo experimentan sus habitantes el espacio, la clase y la cotidianeidad más allá del estereotipo?

Los PAU han suscitado cada vez un mayor interés. Saltaron al debate público en 2019 a raíz de varios procesos electorales y desde entonces hemos visto cómo se multiplicaban los análisis y ganaban protagonismo en el discurso político. Sin embargo, la imagen de sus habitantes ha terminado por volverse una caricatura: aparecen representados como víctimas del consumismo, de un estilo de vida individualista y de unos valores liberales o conservadores.

El libro pretende ir más allá del estereotipo para desentrañar la maraña de procesos económicos, políticos y sociales que se anudan y, sobre todo, para tratar de comprender el punto de vista de algunos de sus protagonistas: esa generación nacida en los barrios de la periferia obrera que se mudó a las zonas residenciales durante el boom inmobiliario. Al contrario del retrato difundido, experimentan unas relaciones muy paradójicas con su lugar de origen y con su percepción de la clase social. Lejos de adoptar una posición simple de huida de su barrio obrero para abrazar una identidad de “clase media” sin fisuras, se mueven en un universo de contradicciones que es importante no desechar, pues en ellas reside justamente lo que es urgente comprender.

(Fotografia do livro e resumo disponíveis no link do lançamento)

Apresentação do livro | Atores da educação musical: etnografia nos programas socioculturais El Sistema, Neojiba e Orquestra Geração | 4 out

No dia 4 de outubro, às 17h, na sala de reuniões 1 da FLUP, será apresentado o livro “Atores da educação musical: etnografia nos programas socioculturais El Sistema, Neojiba e Orquestra Geração”, da autoria de Alix Didier Sarrouy, músico, sociólogo das artes e investigador (INET-md e CICS.NOVA – NOVAFCSH). Este livro resulta de vários anos de investigação etnográfica na Venezuela, Brasil e Portugal, tendo como temas transversais a música, os territórios, as populações, o encontro entre culturas e as suas interações sociais. A apresentação ficará a cabo de Lígia Ferro (ISUP, FLUP) e Graça Mota (CIPEM, ESE.IPP). A sessão será transmitida por zoom.

https://videoconf-colibri.zoom.us/j/99658500938?pwd=SmtjOFFXMVpWY1ZXMmdoaWxUVkZOdz09

ID da reunião: 996 5850 0938

Senha de acesso: 273142

Lançamento do livro: Mediações Arquitetônicas. Redes profissionais e práticas estatais no Rio de Janeiro

Quinta-feira, dia 23/09 às 18h (hora de Brasília).


A conversa conta com os organizadores: Gabrielle da Costa Moreira, Roberta Sampaio Guimarães, Antônio Agenor Barbosa, e com a convidada Julia O’Donnell. A mediação fica a cargo de Rafael Gutierrez, editor da Papéis Selvagens.


O encontro será transmitido pelo youtube da editora Papéis Selvagens. Não percam!

Lançamento do livro “Pensar o território: Jean-Claude Chamboredon, uma abordagem sociológica pioneira”

Apresentado por João Teixeira Lopes (IS-UP) e Manuel Carlos Silva (CICS. Nova/UM).  

Editado por Luís Baptista Sylvie Mazzella, Patrícia Pereira e João Pedro Silva Nunes, o livro apresenta, pela primeira vez, traduções para Português de 6 textos do sociólogo Jean-Claude Chamboredon, complementados com notas de leitura e outros textos originais. Os temas abordados vão das novas formas de oposição campo‐cidade aos complexos processos de povoamento e de divisão social e simbólica do espaço urbano, passando pelas questões do turismo e das apropriações e usos do espaço e do território.


O link para a sessão de apresentação:
https://videoconf-colibri.zoom.us/j/87680792009

Link do livro em aberto

Livro: Disputas em torno do espaço urbano: processos de [re]produção/construção e apropriação da cidade

O livro Disputas em torno do espaço urbano: processos de [re]produção/construção e apropriação da cidade, organizado por John Gledhill, Maria Gabriela Hitta e Mariano Perelman, conta com um capítulo de Heitor Frúgoli Jr., intitulado “Territorialidades móveis em áreas populares: a região da Luz, na área central de São Paulo” e um capítulo de Urpi Uriarte, intitulado “Boleros e espíritos na Praça da Piedade, centro de Salvador”, entre outros, não deixe de consultar, está totalmente disponível.

Captação de écrã da capa do livro

Atividades de parceiros ETNO.URB em Lisboa no início de Junho

Ao longo da próxima semana e meia, Lisboa será palco de várias atividades dinamizadas, coordenadas e protagonizadas por parceiros da Rede de Etnografia Urbana (ETNO.URB), que elencamos no quadro abaixo. Seguindo os links encontram mais informação sobre cada uma das iniciativas.

Alguns destes eventos realizam-se no âmbito do VII Congresso APA (Associação Portuguesa de Antropologia), que tem nas suas comissões Científica e Executiva a Rita Ávila Cachado, membro e co-coordenadora da Rede ETNO.URB.  

DIA

HORÁRIO

LOCAL

EVENTO

Dia 3/junho

16h00

NOVA-FCSH Edifício ID, sala 0.06

Apresentação do livro Práticas, conflitos, espaços: pesquisas em antropologia da cidade, co-editado por Heitor Frúgoli Jr..

Sessão com Heitor Frúgoli Jr., Luís Baptista e Patrícia Pereira.

Dia 4/junho

11.00h-13.00h

ISCTE-IUL Sala C205

9ª Leitura ETNO.URB com Heitor Frúgoli Jr.. Leitura de três textos etnográficos sobre um mesmo espaço urbano: o Cemitério Père-Lachaise em Paris.

Dia 5/junho

11.00h-13.00h; 14.30h-16.30h e 17.00h-19.00h

NOVA-FCSH Sala T09 Torre B

 

Painel APA: Juventudes, decolonialidades e estéticas periféricas (P087). 

Coord. Otávio Raposo e Frank Marcos

Dia 6/junho

14.30h-16.30h e 17.00h-19.00h

NOVA-FCSH Sala Multiusos 3 Edifício ID

Painel APA: Cidades que falam português: o desafio da etnografia (P048).

Coord. Graça Índias Cordeiro e Heitor Frúgoli Jr..

Dia 7/junho

8.45h-10.45h

NOVA-FCSH Sala T11 Torre B

Painel APA: Terrenos etnográficos no arquivo: materiais primários e dilemas éticos (P018).

Coord. Rita Cachado e Sónia Vespeira de Almeida. 

 

13.00h-14.30h

NOVA-FCSH Auditório 001 Torre A

APA: Apresentação de Redes. Rede de Etnografia Urbana (Patrícia Pereira)

Dia 11/junho

13.30h-15.30h

ISCTE-IUL Sala B101

Reunião parceiros ETNO.URB

 

Lançamento de livro | As Cidades em Mudança: Processos Participativos em Portugal e no Brasil

O lançamento teve lugar dia 27/08/2018 às 18h no auditório Paquete de Oliveira, ISCTE-IUL, e foi acompanhado de uma mesa redonda em torno do tema “Estudos Urbanos em Portugal e no Brasil”. Simone Vassalo (UFF) e Frédéric Vidal (CRIA-IUL) apresentaram o livro. Renata Sá Gonçalves (UFF) e Luís Vicente Baptista (FCSH-UNL) falaram sobre a relação entre  investigação e formação, dando o seu ponto de vista sobre a história deste grupo que se une em rede e que a ETNO.URB personifica. A moderação esteve a cargo de Graça Índias Cordeiro, que foi surpreendida com uma homenagem feita pelo colega e amigo Luís Baptista. De resto, a sessão foi animada com o recontar de episódios deste e doutros projetos, esperando que muitos mais se desenvolvam no futuro.

Veja como pode adquirir o livro online

O cartaz e outras informações do evento.

                   

Fotos de Ana Beatriz Cunha

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search