[Re]encantar o mapa: fantasmas, imaginários, prefigurações

Organização: Gabriela Leal, Andrea Pavoni e Ricardo Campos
Edição Fora de Jogo, 2024

Reencantar o mapa significa questionar a razão cartográfica e
desencadear uma outra imaginação através do poder evocativo,
prefigurativo e estratégico do mapa como instrumento de produção de
novas conexões afetivas, estéticas e políticas. Este trabalho coletivo
apresenta um conjunto de reflexões e experiências radicais sobre o
reencantamento cartográfico, através do olhar académico, ativista e
artístico. Utilizando diferentes metodologias, abordagens e lugares, os
capítulos demonstram as variadas potencialidades de representação e
narrativa que o ato de mapear é capaz de produzir, seja através das
coisas que registra e revela, seja do que silencia e não deixa ver, bem
como das relações afetivas que consegue gerar. Os contributos e
experiências navegam por diversos territórios físicos e etéreos, com
especial prevalência das conexões entre Portugal e Brasil, sinalizando
as ambivalências passadas e as perspectivas futuras das linhas traçadas
entre esses países.


OpenEdition sugere que esta publicação seja citada da seguinte forma:
patriciapereira (9 de Maio de 2024). [Re]encantar o mapa: fantasmas, imaginários, prefigurações. ETNO.URB. Recuperado em 20 de Julho de 2024 de https://doi.org/10.58079/11nnl


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search